Governo de Minas oficializa concessão de parques florestais do estado.

Reportagem: Rádio Liberdade 87,9FM de Porteirinha-MG. Publicado em: 02/09/2021.

O Governo de Minas oficializou com o consórcio Rota das Grutas Peter Lund S.A, a primeira concessão pública do Programa de Concessão de Parques Estaduais (Parc). Denominado de Rota das Grutas Peter Lund, o acordo de concessão engloba três unidades de conservação do estado: Parque Estadual do Sumidouro (Região Metropolitana de Belo Horizonte), Monumento Natural Estadual Gruta Rei do Mato e o Monumento Natural Estadual Peter Lund (ambos na Região Central).

Segundo o Governo de Minas, As três unidades recebem, juntas, cerca de 115 mil visitantes por ano. A estimativa é que o número de visitas seja triplicado ao longo dos anos, ainda segundo o estado, a concessão tem o objetivo de aprimorar e diversificar os serviços turísticos oferecidos nas unidades de conservação estaduais, garantindo o aproveitamento sustentável das potencialidades econômicas existentes, além de mais eficiência na gestão e na conservação da biodiversidade.

Com a concessão, as unidades de conservação e suas extensões vão receber o investimento de aproximadamente R$ 12 milhões em melhorias estruturais e reformas dos espaços. O contrato ainda vai permitir uma economia estimada em R$ 4 milhões por ano aos cofres públicos, com gastos de manutenção.

Segundo o diretor-geral do IEF, Antônio Malard, o Estado fará apenas a concessão da gestão de serviços e da visitação. A gestão ambiental e a coordenação das unidades de conservação permanecem sob responsabilidade do (IEF) Instituto Estadual de Florestas.

“Esse dinheiro poderá ser reinvestido no meio ambiente, na prevenção de incêndios florestais e em ações de fiscalização, dentre outras atividades para preservação e conservação ambiental”, explica o Governador de Minas Gerais, Romeu Zema.

Entre as melhorias previstas a partir da concessão estão: manutenções nas estruturas e reformas nos centros de visitantes das três unidades de conservação que integram a Rota Lund; abertura do Museu do Castelinho, no Parque Estadual do Sumidouro; prestação de serviços de alimentação e também melhorias na acessibilidade e segurança dos usuários.

Segundo estimativa do BDMG, responsável pela modelagem técnica do acordo firmado, a primeira concessão pública do Parc deve gerar cerca de 120 empregos diretos e 2 mil indiretos.

Além das três unidades de conservação já oficializadas, 20 unidades de conservação que fazem parte do Parc e que são administradas atualmente pelo IEF, ainda terão licitação concluída até o fim de 2022. São elas:

Parque Estadual Serra Nova e Talhado (Rio Pardo de Minas, Serranópolis de Minas, Mato Verde, Porteirinha e Riacho dos Machados – Norte), que recentemente esteve envolvido em um processo de investigação, durante a Operação Cúscuta, deflagrada pelo Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), Promotoria de Justiça de Porteirinha, com apoio das Polícias Civil e Militar. A operação teve como objetivo, apurar irregularidades na gestão de Unidade de Conservação.

Parque Estadual do Ibitipoca (Lima Duarte e Santa Rita do Ibitipoca – Zona da Mata)

Parque Estadual do Rio Preto (São Gonçalo do Rio Preto – Alto Jequitinhonha)

Parque Estadual do Rio Doce (Marliéria, Timóteo e Dionísio – Rio Doce)

Parque Estadual do Sumidouro (Lagoa Santa e Pedro Leopoldo – Centro Norte)

Parque Estadual Serra do Rola-Moça (Belo Horizonte, Nova Lima, Brumadinho e Ibirité – RMBH)

Parque Estadual do Pico do Itacolomi (Ouro Preto e Mariana – Centro Sul)

Parque Estadual do Biribiri (Diamantina – Alto Jequitinhonha)

Parque Estadual da Serra do Papagaio (Airuoca, Alagoa, Baependi, Itamonte e Pouso Alto – Sul)

Monumento Natural Peter Lund (Cordisburgo – Centro Norte)

Monumento Natural Gruta Rei do Mato (Sete Lagoas – Centro Norte)

Parque Estadual de Nova Baden (lambari – Sul)

Parque Estadual Mata do Limoeiro (Itabira – Rio Doce)

Floresta Estadual do Uaimii (Ouro Preto – Centro Sul)

Parque Estadual Serra do Brigadeiro (Araponga, Fervedouro, Miradouro, Ervália, Sericita, Muriaé, Pedra Bonita e Divino – Zona da Mata)

Parque Estadual do Pico do Itambé (Santo Antônio do Itambé, Serro e Serra Azul de Minas – Alto Jequitinhonha)

Parque Estadual da Lapa Grande (Montes Claros – Norte)

Parque Estadual do Pau Furado (Araguari e Uberlândia – Triângulo)

Parque Estadual Serra das Araras (Chapada Gaúcha – Alto Médio São Francisco)

APA Estadual Parque Fernão Dias (Betim, Contagem – RMBH)

Com informações da Agência Minas.

RETRATAÇÃO: Anteriormente nesta mesma coluna, publicamos uma informação que foi amplamente divulgada por terceiros pela internet, mas que não coincidia com os reais fatos ocorridos, a correção da matéria já foi feita. Pedimos desculpas pelo erro e reforçamos aqui a nossa responsabilidade em levar até você informações reais, além da importância de se construir um senso crítico na hora de identificar as fake news e assim não disseminá-la.

Governo de Minas oficializa concessão de parques florestais do estado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para o topo